Wallas Cabral de Souza

 

 

Criador da proposta do AGOR APRENDO, é Linguista pela USP, PÓS-GRADUADO, neurolinguista e autor dos livro Agora Aprendo Gramática, Interpretação e Redação. Dedicou-se muito em pesquisar novas maneiras de entender a linguagem dentro de uma concepção linguística, e que fosse também prática, acessível e motivante a seus alunos.  Autor de artigos sobre ANALFABETISMO FUNCIONAL NO ENSINO SUPERIOR. Fez várias menções do comportamento de um interlocutor frente às mensagens verbais e não verbais assim como as tecnológicas. Ministra palestras e cursos procurando sempre envolver seus convidados/alunos a participar, junto a ele, desse empreendimento: de entender a nossa gramática sem complicação, dentro de uma proposta didática funcional.  Iniciou sua carreira educacional sendo monitor de eventos para adolescentes em São Paulo-SP (acampamento de férias).  Com dedicação, além de cursar a Língua Portuguesa, tornou-se bacharel em linguística e educador, ambos pela USP  (FFLCH e FE - Universidade de São Paulo). Conheceu algumas técnicas de Mídia (ECA - Escola de Comunicação e Artes da USP), Comportamento Animal (IP - Instituto de Psicologia da USP), Metodologia de Linguística e Didática (Faculdade de Educação da USP), Astronomia (FF – Faculdade de Geofísica da USP). Como docente, no curso superior, foi convidado para lecionar as disciplinas “Comunicação Oral e Escrita I e II” e “Redação Empresarial” para os cursos de Administração de Empresas, Gestão Empresarial e Marketing. Conviveu com muitos pesquisadores da língua portuguesa no seu meio acadêmico, observando as mais variadas visões sobre o dinamismo da linguagem, por meio do qual recebeu um apoio linguístico e prático para a construção técnica e funcional da sua proposta didático-metodológica.

 

A sua bandeira, assim, sempre vislumbrou uma didática rica quanto ao significado e à comparação dos conceitos da língua portuguesa a dados do cotidiano, contextuais e principalmente linguísticos.  Convidado para palestrar em escolas, faculdades, instituições, ONGs e eventos, exerceu essa função explorando vários temas de motivação para diversos públicos, tudo voltado a prática da língua portuguesa.  Com esse foco, lecionou Gramática, Redação e Interpretação de Texto para cursinhos e escolas do ensino Fundamental e Médio.  Amante de uma didática funcional e de uma diversificação metodológica espontânea, lutou para que o ambiente em sala de aula tivesse sempre uma marca de imprevisibilidade e motivação a seus alunos, dado a sequência: motivação + qualificação (esquema e significação dos conceitos) = transformação e fixação do conhecimento. Experiência esta que sempre compartilhou em suas palestras, dentro até do que ele acredita:

 

 “Uma didática funcional não se limita a artificiais e simples manuais de conduta, mas sim, é vivenciada, na prática, dentro do contexto espontâneo e criativo da insubstituível prática pedagógica que é, acima de tudo, sentida, articulada e fortalecida na saudável relação entre o educador e seus educandos”.                                                                                                                                             (Wallas Cabral)

foto wallas editata escrita.png